setembro 2012

A EGAPI apresentou ao CFM - Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique, a plataforma Cartão Único Portuário.

Cabe ao CFM a gestão do sistema de transporte ferro-portuário no território moçambicano. Com mais de 30% do tráfego marítimo internacional processado através do Canal de Moçambique, a EGAPI identificou este território como primordial no processo de internacionalização da plataforma Cartão Único Portuário.

O presente desenvolvimento de infra estruturas portuárias como Maputo, Beira, Nacala e Pemba, é certamente uma das mais importantes componentes no desenvolvimento económico de Moçambique. Com a implementação desta plataforma a EGAPI pretende contribuir para a notoriedade de Moçambique no importante posicionamento geoestratégico e económico que presentemente detém, contribuindo para a imagem, qualidade, segurança e certificação internacional - ISPS, dos excelentes serviços portuários que presta e oferece.

Na sequência desta apresentação, a Administração Executiva dos CFM, representada pelo Engº Adelino Mesquita, convidou a EGAPI a realizar um estudo prévio para reestruturação do Terminal Petroquímico da Matola.

 

© EGAPI, 1990-2021, todos os direitos reservados